sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Óleo usado limpa a sujeira que fez. Vira detergente caseiro - método prático


Já havia testado várias fórmulas de detergente, mas esta que um amigo da cunhada do sogro da comadre da minha mãe deu pro meu pai e eu já readaptei foi a que mais gostei e tenho usado. O cheiro fica bom (claro, fiz uma infusão cheirosa para diluir), faz boa espuma e é denso como um detergente industrial. Fui reduzinho a receita para que não precisasse juntar uma quantidade grande de óleo. É que demoraria meses até chegar a um ou dois litros, mais ou menos o que se pede nas receitas usuais. Assim posso deixar um recipiente por perto com capacidade para trezentos mililitros ou com marcação para que quando chegue a esta quantidade eu possa fazer a reciclagem do óleo sem preguiças. Dá pra ir juntando restinhos, que já vou coando no chinois à medida que vou desprezando. E tem de tudo: azeite de oliva usado, óleo de dendê rançoso, óleo de fritura, qualquer óleo.
A receita é a seguinte:

Detergente caseiro
300 ml de óleo usado e coado
50 g de soda (1/4 de xícara ou 4 colheres de sopa rasas)
1/4 de xícara de água fria (60 ml)
200 ml de álcool
1 e 3/4 de litro (1750 ml) de água fervente ou infusão de especiarias ou ervas aromáticas (usei chá de cravo e canela, que deixa o detergente avermelhado)
Num balde de plástico com cerca de 5 litros de capacidade ou que caiba com muita folga a mistura, coloque e soda e jogue por cima a água. Tudo com luva e certa distância porque esta é uma reação exotérmica que gera bastante calor e pode ficar muito quente e liberar vapores. Despeje o óleo e o álcool e mexa com colher de pau ou espátula de plástico. Vá mexendo por cerca de 20 minutos ou até ficar com consistência de leite condensado cozido (a única comparação que me veio à mente). Você pode botar o balde no chão, colocar um banquinho e ir mexendo enquanto conversa com amigos ou vê televisão. Desde, é claro, que não tenha animaizinhos ou crianças no recinto. Chegando ao ponto, basta adicionar um chá de ervas ou simplesmente a água quente e mexer para diluir. Agora é só guardar em recipiente plástico grande (como os potes de amaciantes) e ir abastecendo seu porta-detergentes aos poucos. Está pronto para ser usado. Mas no dia seguinte está melhor, parece que a soda fica mais suave.
Notas

Para economizar o produto feito com tanto carinho, não vá usando a rodo. Coloque umas gotas numa tigelinha, um pouco de água morna e vá umedecendo a bucha aí. É mais rápido, eficiente e econômico.

A soda cáustica, hidróxido de sódio, pode ser encontrada nas gôndolas de produtos de limpeza de alguns supermercados ou casas de material de construção. Deve ser guardada longe de crianças, animaizinhos ou pessoas potencialmente suicidas.

Rende: cerca de 2,3 litros de detergente


E agora o tal do método prático que inventei: fiquei tentanto minimizar o tempo que se gasta para bater a mistura. Pra falar a verdade, não tenho muita paciência de ficar fazendo o trabalho mecânico de mexer. Então pensei em tudo, de sorveteira a panificadora, algo que mexesse, chacoalhasse por mim. O problema é que a soda não pode entrar em contato com metais, pois pode corroer. Cheguei à conclusão de que uma embalagem fechada dentro da máquina de lavar roupas é a melhor solução.
Outra possibilidade que pensei mas não encontrei ainda quem quisesse reproduzir o invento: a pessoa vai pra academia fazer bicicleta e leva consigo sua garrafinha já com a mistura para soponificar. Aí encaixa a garrafa num apetrecho ligado à correia da bicicleta que vai agitando conforme se pedala. Bem, o apetrecho ou agitador portátil poderia também ser encaixado em qualquer bike e você passeia pela cidade enquanto faz sabão. Alguém já inventou um, e patenteou, reciclador de óleo que não sei muito bem como funciona, mas parece que é um agitador pra deixar em cima de pia (deve ser bem melhor do que usar a máquina de lavar). É o Reciprátik. Só falta quem produza.

Bem, se quiser reproduzir a experiência da máquina de lavar, é por sua conta e risco como assumi para mim. Veja as fotos lá em cima. Escolhi uma garrafa de plástico resistente com boa vedação - Pet, por exemplo, não funciona porque racha e as garrafas de leite não fecham bem. De todos os meus testes a que melhor funcionou foi a garrafa de álcool. Coloque nela o óleo. À parte dissolva a soda como expliquei acima. Espere esfriar um pouco e junte a mistura, com ajuda de um funil, à garrafa. Mexa e espere um pouco. A mistura começa a ficar muito quente. Junte o alcool e mexa ligeiramente só para homogeneizar. Se precisar, segure a garrafa com um pano. Espere amornar e tampe a garrafa. Faça isto quando for usar a máquina de lavar. Coloque a garrafa bem tampada junto com a roupa e deixe lá até o fim do ciclo. Sairá com consistência de leite condensado cozido. Aí, basta juntar a água quente ou infusão.
Já dei no Come-se
Sabão com óleo usado e sebo

39 comentários:

@llacerdaa disse...

Muuito interessante.vou tentar

@llacerdaa disse...

hahaha agora que li tudo achei engraçado e fiquei com medo de tentar hahahaha e se a garrafa de alcool abrir e corroer a máquina e as roupas? seria engraçado se não fosse cômico.mas a idéia é genial..a da bicicleta tb.

Dricka disse...

KKKKKKKK! Morri de rir com a opção da academia. Alem de talentosa, tem excelente senso de humor.
BJS

Neide Rigo disse...

Llacerdaa e Dricka, vejam lá que tinha esquecido de adicionar o álcool à mistura, junto com o óleo. Já corrigi.

Quanto à corroer a máquina e as roupas, eu já disse: é por sua conta e risco (risos). Tem que ser um vidro de plástico bem resistente e que feche bem fechado. Se ficar em dúvida, faça pelo modo tradicional.

Um abraço, N

Ed disse...

Boa dica!
Vou repassar pra minha mãe, ela já faz o sabão com óleo, acho q vai gostar do detergente tb.

Sabrina disse...

Nossa, mulher, vc é única!!!

Marly disse...

Oi, Neide,

Vou tentar fazer este detergente, obrigada pela receita! O meu óleo usado tem sido aproveitado no fazimento de sabão caseiro. Pelo que vi, o processo é idêntico e só muda as quantidades/proporções dos ingredientes, rsrs.

Um beijo e bom fim de semana.

Anônimo disse...

Oi, Neide

A D O R E I este post, primeiro que também não tenho a menor paciência de ficar mexendo até se formar o sabão, e também esperar juntar esse tantão de óleo....

Vou testar da máquina. As outras acho meio complicado, mas não menos genial.

Beijos Miti

Anônimo disse...

Oi Neide...
Visito sempre... Li só a parte da mistura... Confesso que não me animo a fazer sabão em casa (Sabão, pois os detergentes vem de cadeias mais longas e geralmente com aneis benzênicos ou grupos sulfonados, mas a definição varia de autores).
Bem, seu método é meio perigoso acho. Imagina se abre na máquina? De forma geral a soda não deve corrorer o aço inoxidável da máquina, mas provavelmente vai deixá-la opaca. Por que não envolve numa toalha e pões no porta-malas do carro do seu marido ou filha? rs... ele vai sendo agitado e conhece São Paulo. Claro que isso depende do caminho, mas deve funcionar...
Beijos

P.A.

cronicas gulosas disse...

adorei este seu lado professor pardal...já imaginei o detergente abrindo quase no final do processo dentro da máquina, e fazendo aquela espuma típica de comédia, invadindo a área de serviço, cozinha, etc...abs!

Anônimo disse...

Essa ideia da maquina e um perigo ja pensou na meleca se abrir a garrafa.E melhor queimarmos um pouco de caloria mexendo o detergente manualmente, fora que e bom pro braco, o tchauzinho vai ficar mais durinho. Beijos Denise.

Anônimo disse...

Acabo de fazer ! Como sou muito curiosa e quando vejo algo que me interessa tenho que testar seja a hora que for , fiz! tinha tudo em casa e o oleo guardado para doar vou esperar ate amanhã para usar e conto como ficou. Mexi a mão com colher de pau não demorou 8 minutos super rápido . Adorei!!! BJS .Daiane G. Albrecht

acheiutil disse...

Muito boa a receita. O fato de você ter reduzido a quantidade necessária de óleo torna mais simples a reciclagem pra todo mundo. Parabéns! :-)

Blog da Mamelia disse...

Meus cumprimentos!
Genial seu blog.
Amei as dicas. Te achei através do "Rainhas".
Beijos em seu coração, as bençãos Divinas e muito carinho.

Lidia disse...

Genial!!!!!

Eu já tenho um tanto de óleo a ser reciclado. Só preciso medir a quantidade e comprar a soda e a canela, para aromatizar o sabão.

Adorei a receita, Neide.

Obrigada por dividir conosco essas preciosidades! =)

Bjs, Lidia.

tudo disse...

Muito bom o produto final, pensei em adicionar um pouco de lauril, depois farei o teste.

Como a mistura aquece muito com risco de incendio, mandei um pouco para minha sogra e mandei tb a receita acresentanda de 200 gramas de TNT. rsrs

Grato

JAIRA disse...

Adorei está receita, faço o sabão caseiro com oleo usado,estava procurando uma receita de detergente.O sabão caseiro todo mundo adora principalmente pq deixa as roupas mais branquinhas. Vou divulgar está receita.BJOS. Meu nome é Jaira de Criciúma SC

Anônimo disse...

Muito boa receita. Este detergente pode-se por na maquina da roupa ou faz muita espuma? Obrigadinha.

Fernanda Ferreira disse...

Fiz o detergente hoje. Ficou ótimo!
Obrigada pela receita!

Anônimo disse...

Oi, meu nome é ketlin...
Muito Legal a sua receita, gostaria de saber como faz pra que o detergente não engrosse, porque geralmente faço uma certa quantidade para que possa guardar,mas sempre quando vou repor, tenho que colocar agua para que baixe a viscosidade. Se souber como me ajudar meu e-mail é ketlin_lisi@hotmail.com aguardo resposta.
Obrigada!

Lidia disse...

Voltei hoje para dizer que finalmente fiz o detergente e a-do-rei!
O rendimento final foi 2 litros e um pouquinho, denso, e com excelente espuma.
O ponto alto (altíssimo, por sinal) é a capacidade de limpar a louça engordurada em menos tempo e com menos material que os produtos industriais. Maravilhoso, este detergente!!!!

Neide Rigo disse...

Lídia, fico feliz que tenha acertado. Um abraço, N

Anônimo disse...

De repent você poderia utilizar uma furadeira com uma colher de pau ou de plástico adaptada para mexer este angú... acho que nas casas especializadas em tintas pode ser encontrado a haste plástica para mexer...

Anônimo disse...

Use um mix para bater a mistura. Alumínio não pode entrar em contato com a soda, mas aço inoxidável não tem problema.

jerusa disse...

Oi neide,tdo bm.?moro no japao e ja tm um tempo q tento fazer sabao liquido detergente e nao estou conseguindo.as x penso q e o alcool que estou usando.talvez ele seja fraco.usei o alcool p limpesa.sera q tm q ser aqueles alcool forte?vc podeme dizer a porcentagem do alcool que vc usa?e 100%?por favor me ajude...hj vou tentar tbm c agua quente como vc ensina aqui,pois ate agr so usei agua da torneira,mto obrigada!!,bjs

jerusa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Neide Rigo disse...

Jerusa,
usei álcool 96º e no final é essencial que a água seja fervente.
Um abraço, N

Rosângela disse...

Acabei de fazer, não mexi até ficar muito dura, ficou leite condensado não cosido, mas acho que deu certo! Usei alecrim na água fervente e deu um cheirinho bommmm!!!

Amanhã acho que a consistência fica mehlor!

Anônimo disse...

minha mãe faz sabão caseiro ,e usa uma haste de batedeira de bolo (que ela não usa mais para bater bolo)coloca em uma furadeira e bate o sabão ,pois ela não tem forças nas mãos.é muito rapido fazer sabão assim.espero ter ajudado.bjos.

Anônimo disse...

Neide:
è só para dizer obrigado, fiz este fim de semana e ficou exelente. beijinhos e mais uma vez muito obrigado

Anônimo disse...

Boa noite, vc. já tem o produto para bater o tal detergente, não sei se vai dar certo, mas, minha esposa faz o tal sabão de óleo usado, não tenho certeza se ela batia durante 20 minutos ou mais, só sei que reduzi esse tempo para 2 minutos ou menos, vou testar sua receita, vamos ver como a minha ferramenta suporta.
salla.pe@uol.com.br

jerusa disse...

oi tentei fazer esse sabao liquido,mas ele talhou.em cima ficou uma camada branca iguall espuma,parecido com sebo e em baixo uma agua rala.onde errei?sera que da p concertar?mto obrigada...por favor me ajude

suze disse...

Neide, sua idéia de bater na maquina não esta de tudo errado, hoje minha funcionária me disse que as vizinhas dela que fazem sabão caseiro, batem a mistura no tanquinho e que o sabão fica pronto rapidamente. Tem que ser o tanquinho que tem aquela parte que bate a roupa no fundo e não na lateral como o meu, porque senão não alcança a mistura.
Vou tentar fazer o detergente,
Obrigada,
Suzy

Elisabete disse...

Obrigada Neide
Este detergente é fantástico. Olhe, quando o fui fazer, como não tinha os óculos e foi de memória, troquei a ordem dos ingredientes. Comecei por colocar o óleo na vasilha, abresntei o álcool e depois a soda cáustica dissolvida. Não ficoi como leite condensado cozido, ficou pasta para tapar buracos!!!!!!!!!!!! fui acrescentando um pouco de água quente para poder continuar a fazer o detergente. Só ainda não acertei o aroma. Como você faz? compra saqueta de chá ou faz infusão?
Muito obrigada

Liege disse...

Oi fiquei em dúvida com a água. Você mistura primeiro com a água fria e por ultimo com a água quente? isso? está água quente 1750 ml, ela já esta em infusão com ervas aromáticas?

Carolina Frîncu disse...

Neide, obrigada! Ficou ótimo, apesar de eu não ter deixdo tão homogêneo como vejo o seu na foto. Agora detergente aqui, só caseiro! Bjão e obrigada novamente.

Helena disse...

Neide, vou fazer, adorei a receita e rezando para que de certo.
ahahahahah, gostei do:
"um amigo da cunhada do sogro da comadre da minha mãe" boa fiquei relendo para entender o parentesco rs.Depois retorno para dizer como ficou a minha
Obrigada,
Helena Dias



Anônimo disse...

ADOREI!!!!! ACABEI DE FAZER E DEU SUPER CERTO!!! FIQUEI MUITO FELIZ!! MEU MARIDO FICOU MEXENDO A GARRAFA PET COM O OLEO, A SODA, O ÁLCOOL E O 60 ML DE AGUA ENQUANTO EU LAVAVA E ARRUMAVA A COZINHA EM 15 MIN FICOU GROSSO. DEPOIS FERVI A AGUA E FUI COLOCANDO NA GARRAFA E JOGANDO NO BALDE. MUITO BOM VALE MUITO A PENA! ESPUMA QUE É UMA BELEZA!!!
ANA PAULA MEDELLA
ANAPAULA.MEDELLA@GLOBOMAIL.COM

Anônimo disse...

Quanto em soda líquida